Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AVENIDAS DA VIDA

Parei em uma das
avenidas da vida,
para ver se encontrava
alguém que me ensinou
a primazia do amor.

Encontrei uma infinidade
de pessoas,
uns amigos, outros não,
mas, quem queria não encontrei.

Ninguém me transmitiu notícias,
além dos sorrisos maliciosos,
insinuando que eu estava só,
e, não mais amado.

Estive em lugares prazenteiros,
e, em todos eles,
deparei-me
com a desabrida ausência.

Não sei onde essa
procura me levará, não sei o que, ou,
com quem vou me encontrar,
quiçá,
nem comigo mesmo possa contar.

Até agora,
apenas caminhar insólito, só
o cansaço refestela-se,
contrariando o desejo de encontrá-la.

Esgotaram-se todas as forças,
vejo-me só,
em meio a uma multidão,
que propaga gesto desalentagador,
aumentando meu estado agonizado,
meu estado de dor.
Wil
Enviado por Wil em 04/09/2005
Código do texto: T47626
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84518 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:48)
Wil