Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0437 - Diz


 
Diz... possa talvez seduzir sua sedução pra mim,
perdi algum espaço quando falhou doutro amor,
andei em cima da lua e não tinha mar,
corri com as pernas de um sonho maluco de você.
 
Diz que hoje vou romper os pesadelos e lhe falar,
quero saber de todos os sentidos que tem aí,
não vou pagar pela nova solidão do meu mundo,
talvez nem exista tal céu, talvez você nem exista.
 
Diz que tenho algumas cismas que me invadem a noite,
então inventei um sol que parece com minha lua,
engano-me na vida, não quero mais nem por um dia,
precisa virar rotina falar de amor até quando anoitecer.
 
Diz que guardei amor como pedra preciosa dentro da terra,
fiz do sonho um lindo pensamento de luz,
plantaria jasmim se não fossem as ilusões,
assim que posso vou sonhar com amor lembrando de você.
 
Diz que pode hoje fazer amor, abrindo seu coração pro meu,
deixo aqui meus sonhos, vou pra outro lugar,
caso tenha luz me fale do amor que cresce em você,
se não for do meu amor, esquece; ficção tenho minha lua.
 
Diz que talvez um beijo agora resolva tais carências de amor,
é que meu coração sente você um pouco distante daqui,
quero a certeza que seu amor aquece como meu sol,
podemos ser planetas, qualquer astro que ama, diz...
 
06/09/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 06/09/2005
Código do texto: T47969
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116241 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:58)
Caio Lucas