Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARQUITETURA POÉTICA




Na arquitetura poética fiz meu sonho,
Com destaque para uma nova ilusão;
Eu canto, eu oiço, mesmo tristonho,
Fonte de desejo!... minha inspiração!

Sentimental e nostálgico, teu amado,
Viaja nas asas da fatalística solidão,
Vê nara como seu destino já traçado,
E nos cantos de ondina, sua sedução.

Não feches a porta dos teus desejos,
Valores os ditames do teu coração,
Sucesso terás em todos os ensejos,
Sou teu remédio que cura desilusão.

Sonhemos juntos este idílio de amor,
Com o regozijo que te vais despertar,
Terás o prazer com o amado compor,
A história de duas vidas... ser e amar.

Teus versos guardados... teu enredo,
Desejosa da delícia deste meu beijar,
Simulas em vitrine todo o teu segredo,
Sentimento que já não podes ocultar.

Digas sim ao teu ímpar e lírico amado,
Oiças a voz de quem clama a emoção,
Mesmo que em verso esteja disfarçado,
Sentimento terei em grande realização.

Riva. 007

Rivadávia Leite
Enviado por Rivadávia Leite em 09/09/2005
Código do texto: T49044
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivadávia Leite
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil
222 textos (4405 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:57)
Rivadávia Leite