Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A flor da pele

A minha mão está tão trêmula
meu corpo tão agitado
Encontro-me perdido
Encontro-me exilado

minha cabeça está afastada de meu corpo
meu coração simplesmente bate em ritmo acelerado
não sei o que se passa comigo
não posso entender a razão de tudo isso

sei que quero viver
sei que não posso morrer
a calmaria está longe
meus nervos estão à flor da pele

a harmonia se transforma em caos
tudo gira
fico tonto
fico solto, mas inerte para sair deste momento

procuro viver
procuro sair
porém não há cais
não há caminho

tudo se resume em mim
e de mim não há portas
sonhar talvez seja a
única solução ou gritar deste abandono

atanazio mario fernandes Lameira
Enviado por atanazio mario fernandes Lameira em 11/09/2005
Reeditado em 18/09/2005
Código do texto: T49495
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
atanazio mario fernandes Lameira
Laguna - Santa Catarina - Brasil
364 textos (12408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:33)
atanazio mario fernandes Lameira