Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CASMURRA SOLIDÃO



Casmurra fuga da solidão que atormenta,
Não sei como dela eu vou desvencilhar,
Vontade sobejada, carpida, e tormenta,
Não há mais vereda em que possa trilhar.

Vivo só, fraqueira-mor do meu dinamismo,
Querendo da vida, equânime participação,
Algozes que me lançaram no ostracismo,
Seqüelas irreparáveis, algias no coração.

Esperança... quiçá o meu abstracionismo,
Mudança de vida, minha maior altercação,
Claudicante, por ser presa do ilusionismo.

Falsos amigos! Guardiães da ingratidão!
Deixaram-me no amargor do pessimismo,
Tragédia final de quem sofreu em profusão.

Riva. 009

Rivadávia Leite
Enviado por Rivadávia Leite em 12/09/2005
Código do texto: T49753
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivadávia Leite
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil
222 textos (4405 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:12)
Rivadávia Leite