Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Interditei o Céu

                                                     Interditei o Céu




Somente a olhar e refletir
Pagando para ver,
Quieto como um monge a meditar
Ou como um fiscal do céus.

Montanha deserta
Como se todos pensamentos fossem meus
Neste momento de fugacidade
Proucuro os passos perdidos os teus

Estava eu numa Zenite
Tão fugaz visão
Veio ao pensamento
Teu rosto iluminado

O sol se põe mais uma vez
E o horizonte esta distante
Como voce, como o presente
Vem aqui pra dentro

Eu não sabia, meus Deus
Que era dificil olhar em mil direcões
Noite na montanha sozinho
Sem rumo, sem carinho.

Continuo olhar para o alto
Há de brilhar o teu rosto novamente
Como fosse ao menos uma miragem
Ou talvez uma alucinação

Já que não sai do meu pensamento
Nem as ondas magnéticas deixarei passar
E neste momento, interditei o grande ceu.

         


                                                                        Rengody
                                                                           2005
Rengody
Enviado por Rengody em 12/09/2005
Código do texto: T49772
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rengody
Goiânia - Goiás - Brasil, 51 anos
32 textos (1572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 16:03)
Rengody