Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU SONHEI

De repente,
encontrei-me em meu próprio sonho...
Nele, atentei para a inexistência
do infortúnio e,
de lágrimas de saudades.

Senti não haver distância
entre os amantes,
não ocorriam desesperanças,
nada provocava cicatrizes.

Ninguém chorava,
ninguém se iludia,
não se repudiavam
somente se amavam.

Hinos de louvor ao amor
pairavam no ar,
hinos entoados por
um coral angelical
acompanhado por orquestra celestial.

A felicidade existia e era comum,
e perfeitamente visível
na expressão de cada um.

Mãos entrelaçadas e por
toda à parte o olor do entendimento
ornamentando os devaneios do amor.

Não se notou subterfúgios,
o realizar só se concretizava quando
os dois aprovavam,
verdadeiro reino de paz.

Não havia telhados quebrados
nas noites frias...,
nem remessa de pedras
em quem se queria bem...

Daquilo que se pode apreciar,
na vivência de toda a rareza percorrida,
foi no esplendor desse predomínio
que consegui ver no espelho
do meu destino,
que sempre estive sozinho...
Wil
Enviado por Wil em 12/09/2005
Código do texto: T49936
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:34)
Wil