Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Renúncia


Renuncio a ti, Amado meu.
Deixo que as águas levem daqui
O fulgor desses momentos em que fico a desejar-te.
Deixo que a brisa espalhe por ares distantes
A chama ardente e incansável
Que queima em meu íntimo
Sempre que tua imagem vem a mim.
E saibas, Amado meu,
Que penso em ti, em nós,
Todos os dias, todas as horas.
Renuncio ao teu amor,
Por hoje, por agora.
Deixo que o silêncio guarde
O que não se pode extinguir;
Deixo que a saudade cuide
Daquilo que por hora não posso ter.
Amado meu,
Como amo-te!
Renuncio, porém, ao teu amor,
Para que no futuro
Esse amor possa estar mais forte, mais belo.
Renuncio ao teu amor, Amado meu,
Porque sei que as coisas divinas e sublimes
Precisam crescer em lugares puros e sagrados.
Renuncio a ti, meu Amor,
Não por não mais te amar,
Mas, por te amar demais.
Cinthya Danielle dos Reis Leal
Enviado por Cinthya Danielle dos Reis Leal em 24/02/2005
Código do texto: T5029
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cinthya Danielle dos Reis Leal
Petrolina - Pernambuco - Brasil, 40 anos
165 textos (73409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:03)
Cinthya Danielle dos Reis Leal