Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJO A UMA AMADA


Sepulcro de minhas infindas plangências,
Noctívago, em busca da manhã idílica,
Infausto de tantas multifárias carências,
Paisagem altiva de uma beldade onírica.

Prófugo de uma solidão assaz monarca,
Por veredas inditosas e nóxias, eu trilho,
Esperança... meu ermo coração abarca,
Do amor sublime... ser o mais novo filho.

Infensa apatia que me faz tão renitente,
Súplicas de amor que envio com emoção,
Tenho desejo de contigo estar presente,

Para nestes versos entregar uma paixão,
E a pretensa amada, tão simplesmente,
Somar nossas almas em plena afeição.

Riva. 010
Rivadávia Leite
Enviado por Rivadávia Leite em 15/09/2005
Código do texto: T50662
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivadávia Leite
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil
222 textos (4404 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:00)
Rivadávia Leite