Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0453 - Pecadora


 
Queimo a carne até cicatrizar tuas dores,
faço listras vermelhas para tirar as impurezas,
pela tua pele nua exorcizo tua alma,
sangro teus lábios com meu beijo do pecado.
 
Deixa que a lua esconda tuas vontades,
que morra se quiseres, faça o sacrifício,
amar não requer nenhuma dor física...
Vem! Cubro tua alma com um manto de paixão.
 
Impura, fiques maldita dos pecados teus,
pegas o vento e levas maldição do corpo;
retiras-te, teus feitiços estão fracos,
aprendes a viver como é meu amor desmedido.
 
Queimo tua descrença na fogueira da inquisição,
visto tua nudez com armadura do santo amor,
banho teu corpo com água benta do passado,
faço teu gozo ser hoje, do hoje em que vives.

16/09/2005

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 16/09/2005
Código do texto: T50893
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:07)
Caio Lucas