Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BENDITA ÉS TU

Diógenes Davanzo®

Mulher de minha vida
Mulher real de meus sonhos
Bendita és tu querida

Meu encanto desta vida
És para mim, o que sou para ti
Simplesmente a preferida

Mulher felicidade
Flor rainha de meu jardim
Sem nenhuma maldade
Minha eterna menina
És a minha realidade

Mulher encanto
Contigo esqueço o pranto
Sou somente esperança
Sou eterna criança

Mulher menina
Dona de minha existência
Demais feminina
Me acalma e reanima
Me entende e me fascina
Espanta de mim qualquer dor
Me enlouquece com seu calor
Me entorpece com amor
Causando o maior furor

Mulher fascinante
Que seduz e me deixa ofegante
Me sinto um eterno gigante
Mesmo sem ser elegante
És muito brilhante
Na forma de me amar
Que só procura me elevar
Para no paraíso sempre ficar
Para no infinito viajar

Mulher de sorriso eterno
Olhar meigo e carinhoso
Contigo não sei o que é inferno
Sou só contemplação
Pura reação
Com muita motivação
Por isso canto uma canção
Para tua elevação

Mulher realidade
Fonte de minha inspiração
Minha eterna felicidade
Dona de meu sofrido coração
Mulher de eterna alegria
Minha real fantasia

Mulher que me anima
Mulher que me aproxima
Que me acalanta
Dona do meu bem querer
Força do meu simples viver
Força que encanta

Bendita és tu mulher
Bendita és tu...

19.01.05
00h16
São Paulo  -  SP
Diógenes Davanzo
Enviado por Diógenes Davanzo em 17/09/2005
Código do texto: T51462
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diógenes Davanzo
São Paulo - São Paulo - Brasil
107 textos (6196 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:50)
Diógenes Davanzo