Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fênix

Fênix
Eda Carneiro da Rocha

Morrer, nascer, reviver,
eis a plenitude do ser!
Viver para ver,
Amar para não morrer...

E, te amando assim,
volto como o pássaro sagrado:
Fênix do Paraíso perdido!
Em que todos se buscam,
e procuram se encontrar!..

E nesta busca de almas,
te vislumbro bem perto!
Não e Sim!
Antíteses perfeitas,
na construção do mundo!

Meu mundo, minh'alma,
renasço hoje!..
Como se fosse a primeira vez,
que tivesse te encontrado,
em que te vi e te amei.
Não quero vender sonhos!..
Antes prefiro te dar o meu Amor,
sem ser poeta fingidor,
apenas um coração que pulsa, vibra,
ama e quer renascer para ti,
como se fosse,
Fênix do Paraíso Achado!

Eda Carneiro da Rocha
Poeta Amor
Enviado por Poeta Amor em 18/09/2005
Código do texto: T51612

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poeta Amor
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil, 81 anos
398 textos (14776 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:37)
Poeta Amor