Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GUARDIÃO

                                                                 GUARDIÃO


 


Por onde andas que não te vejo mais ?
Teus passos foram apagados pelo vento
Só restaram lembranças por dentro
De dias felizes que não voltam jamais.

Em que lado do planeta se encontras ?
Porque não sei mais onde procurar
O teu rosto ficou como uma obra prima
Esculpido para sempre em minha mente.

A nossa musica não é mais a mesma
Nossa mesa vazia, na parede do canto
A taça de vinho secou
E eu novamente em pranto.

Nossos amigos já não são mais os mesmos
Nossa novela já tem outra no meio
Outro caminho, um novo roteiro
Nosso jardim já não tem flores, nem canteiro.

As páginas da vida se amarelaram
Não por mero descaso, mas viraram
Foi o tempo, implacável não foi compassado
Meu rosto já não e o mesmo, as marcas se revelaram.

Voce ainda e meu desvario
Ainda sou seu desvelado
Mesmo que ainda distante
Zeloso, guardião e vigilante.

A cada dia que se finda
Renova a minha esperança
De te encontrar majestosa e ainda que linda
Como o teu retrato que ainda guardo.

Por todos os oceanos hei de navegar
Pelos céus voarei além das nuvens
Escalarei montanhas a minha frente
Para ter ver, te encontrar,  te amar novamente.

 

Rengody
Enviado por Rengody em 19/09/2005
Código do texto: T51835
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rengody
Goiânia - Goiás - Brasil, 51 anos
32 textos (1572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:22)
Rengody