Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS OLHOS FALAM

 
  OS OLHOS FALAM

A nenhum cego se passa
tão vago e despercebido,
o olhar ardente do amor.
Por mais só e desmerecido
que seja ficar calado,
será um cálice sonhador
muito inebriante... e alado.

Que seja lânguido e mudo,
numa mudez que se fala,
é dor que se intensifica,
por demais ela se exala.
No conter não justifica...
Nada pode, e o amor se cala.

Flutua triste no oceano
a  deriva em alto mar.
Tão só... Pedindo guarida
às estrelas... a chorar.
Na vaga a triste desdita:
são loucos sonhos da vida,
que se perdem num olhar...


Elizabeth Fonseca
Enviado por Elizabeth Fonseca em 19/09/2005
Código do texto: T51965
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elizabeth Fonseca
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
54 textos (2959 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:42)
Elizabeth Fonseca