Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rias de mim

Rias assustada
sem mostrar os dentes
passavas sem olhar
passavas quais dementes
 
Tu festejavas
Tu eras tudo
Tu foste indo
Tu caíste no mundo
 
Quantas nuvens nebulosas
Tantos olhos tristonhos
Por que sumiste assim?
deixastes os sonhos

Sofro em noites intermináveis
suspiro só em quatro paredes
onde estará a mais linda flor?
espero em campos verdes

Tudo aqui é triste sem você
arrume uma desculpa qualquer
corra para onde estão os meus braços
desfolhe o bem me quer

atanazio mario fernandes Lameira
Enviado por atanazio mario fernandes Lameira em 20/09/2005
Reeditado em 26/10/2005
Código do texto: T52164
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
atanazio mario fernandes Lameira
Laguna - Santa Catarina - Brasil
364 textos (12407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:18)
atanazio mario fernandes Lameira