Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESTINO AMAR:



Destino amar:



Chama-me, andarilho por minhas viagens.
Quando escrevo, dizes que esqueço a vida.
E, a cada poesia, tu sentes minha ausência.
E quando volto dizes, com voz entristecida.

Que m’alma voltou, novamente a meu corpo.
Abraça-me, lê o que escrevi, diz que me ama.
Depois em voz alta lê, a mensagem para mim.
Embevecido, eu beijo seus lábios que reclama.

Pedindo para que não viaje, pelo meu mundo.
Não naquele momento, que devo ficar com ela.
Beijo seus olhos, abraça-me, e ali a deixo ficar.

Agora acordado, no mundo real, sonho de novo.
Olho seus olhos, um convite faço, ela me diz sim.
A uma viagem pelo mundo do amor, destino amar.







Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 25/09/2005
Código do texto: T53729
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147475 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:34)
Volnei Rijo Braga