Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Procuro-te



É meia noite... E gritando passa a triste brisa,
como um verbo de esperança.
Eu digo ao vento, que passa por meus cabelos fugaz:
Onde estás?... Longe ou perto?
mas...  Como hálito incerto,
responde-me o eco ao longe:
Oh! Minha namorada, onde estás?

Venha é tarde! Por que tardas?
São horas de sono leve,
vem reclinar-te em meu peito.
Estou em profundo abandono! ...
E não quero que fique só nesta vida...
Porque tardas, querida?...
Já te espero ansioso, vem depressa,
que estou delirando.
Oh! Minha namorada, onde estas?...

Já perguntei aos ventos, aos astros e
aos céus, mas não souberam informar.
Sinto-me como náufrago a sua procura,
fui aos lugares mais ermos da terra, no
Entanto não te achei... Oh! Formosa mulher!
Faço uma rebusca... e pergunto a todos
os elementos da natureza, onde estas?
Oh! Minha namorada, onde estás? ...
tristan
Enviado por tristan em 26/09/2005
Código do texto: T53997
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
tristan
Londrina - Paraná - Brasil, 54 anos
16 textos (1316 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:30)
tristan