Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
         ETERNAS ONDAS



Venho das profundezas das águas
Trago para te dar o amor mais bonito
Que deságua longe, além do infinito
Desvenda todo e qualquer presságio
E acalma o mais estúpido recôndito.

Eu sou o amor que ninguém pode ver
Sentimento que o mundo faz mover
Que habita o mais desconhecido lugar
Resiste todas as intempéries dos seres
E faz o mais atroz dos homens sonhar

Vivo à infinita imortalidade sem nada pedir
Faço tudo que posso para a paz renascer
Estou no brilho do sol na vidraça ao colidir
Estou na sombra da noite na lua ao nascer
Onde ninguém me toca só pode me sentir.

Implícita é minha verdade nos seres incrustada
Que enternece e agita sem qualquer distinção
Precisas junto comigo seguir à mesma estrada
Construir um mundo novo de homem de coração
E sem piedade viver noite sombria ou enluarada

Em teu corpo ficarei sem pensar em despedida
Me leva meu bem, me leva, sorrindo por onde for
Em nome da verdade e da paixão tão esquecida
Vou ficar em tua vida sem pranto e qualquer dor
Me leva meu bem, me leva, na bela onda da vida
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 29/09/2005
Reeditado em 10/04/2006
Código do texto: T54748
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79565 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:09)
R J Cardoso