Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHAS PALAVRAS NÃO RIMAM

NÃO ENTENDO O SEU SENTIDO
MINHAS PALAVRAS NÃO RIMAM
COM AS SUAS
SEUS SONHOS FICARAM ABANDONADOS
NADA GUARDO ENTRE NÓS
JÁ FOI
PASSOU
VIROU CINZAS
NADA SOBROU
SÓ DEUS FARÁ EU CALAR
JÁ NÃO SEI MAIS RIMAR
SÓ SEI O QUE É AMAR
TO BEM FELIZ
MEU ROMANTISMO
JEITO DE SER
ESTOU BEM ASSIM
NÃO DOU OUVIDOS A NINGUÉM
NÃO CUIDO DA VIDA ALHEIA DE ALGUÉM
CUIDO DE MIM
DA MINHA SOMBRA E ALMA
QUERO VOLTAR A SER O QUE ERA ANTES
SORRIR POR NADA
ACHAR GRAÇA DE TUDO
SOU FORTE E TEIMOSO
ESSA TEIMOSIA CHAMADA ORGULHO
FERIDO
MAGOADO
MAS FOI NO PASSADO
SABES MUITO BEM QUE VOCÊ
NÃO EXISTE
EM LUGAR NENHUM
O VAZIO AUMENTOU ESPAÇO
O ZERO AUMENTOU MAIS
FICOU ZERADO AO CUBO
PORQUE AO QUADRADO
VOCÊ ACHAVA O MEU AMOR
SOBRAS, O QUÊ?
PARA VOCÊ A SOLIDÃO
EU CONTÍNUO
VIVENDO
UMA OUTRA PAIXÃO



Milton Nunes Fillho
Enviado por Milton Nunes Fillho em 02/10/2005
Reeditado em 02/10/2005
Código do texto: T55592
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Milton Nunes Fillho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1141 textos (460541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:33)
Milton Nunes Fillho