Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABISMO DA DESVENTURA

Deixei-me conduzir
por suas floridas artimanhas,
como as enganosas e cristalinas
águas que tudo carregam
para as profundezas insondáveis do mar.

Agora, nesse estado inconsciente,
já não sei o que venho experimentando,
se é sabor das marés
dos oceanos por onde passei,
ou o paladar das
lágrimas salgadas que derramei.

O sentimento falaz que ofereceu,
as promessas de juras eternas,
os beijos ornamentados com mentiras,
tudo, representam dolorosas torturas.

Como um pedinte pelas vielas
sombrias,
procuro alguém as escondidas,
que saiba onde foi que
esconderam a minha vida...,
se flutua à deriva no
mar de sargaço
ou se vive no abismo da desventura.
Wil
Enviado por Wil em 03/10/2005
Código do texto: T56222
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2618 textos (84577 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:24)
Wil