Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(imagem de Pedro da Costa Pereira)

SEI-OS, SEIOS

Estes dois pontos a postos
como botão de flor,
estes morros expostos,
objetos do teu amor,
sei-os
nas pontas dos meus dedos
nos dias de tuas ausências,
na ponta da tua língua,
deliro, sem licença,
não fico à míngua,
não peço clemência.
Sei-os
quase tão bem
quanto os sabes,
quase tão bem 
quanto os amas.
Sei-os 
os dois,
coisa louca,
perfeitos
na tua boca.
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 04/10/2005
Reeditado em 04/10/2005
Código do texto: T56453

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154020 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:30)
Débora Denadai