Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E AGORA...

E agora...não sei mais nada
nem, se vou suportar
a torturante saudade
que você em mim deixaste.

Será difícil conviver
com os braços vazios,
não balbuciar teu nome
nessas noites de frio...

Aperta-me incessantemente
o desejo de sentir-te,
despertar ao som de teus beijos,
e do teu sorriso brejeiro.

Torna-se confuso viver assim,
os dias são incertos, enfadonhos,
já não existem motivos para
alimentar quaisquer sonhos.

Não sei para onde vou,
o que faço ou penso,
nada mais almejo,
já não vejo o clarão
das almenaras abrilhantar meu
caminhar, como antigamente.

Poe é, sem ti
não há mais vida,
tudo perdeu o sentido,
tudo acabou,
incluindo um sonho,
tão cheio de promessas
que foi desfeito,
e hoje, permanece
irremediavelmente perdido...
Wil
Enviado por Wil em 07/10/2005
Código do texto: T57622
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84510 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:09)
Wil