Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ré confessa...

Por amar-te tanto
Sento-me neste banco
Como ré confessa
E confesso-lhe o meu amor
Não sei qual será
A minha sentença?
Mas sei que eu quero
Estar em tua presença
E não me condene, por favor!
Somente seqüestrei o teu coração
Para provar-lhe o quanto eu te amo
E o quanto eu quero viver essa paixão
Absolva-me nesta minha querença
O amor enlouqueceu-me
E me fez perder a razão.

D.A.Reservados
Uma Mulher Um Poema
Enviado por Uma Mulher Um Poema em 10/10/2005
Reeditado em 03/01/2006
Código do texto: T58568
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Uma Mulher Um Poema
São Paulo - São Paulo - Brasil
2884 textos (497007 leituras)
75 áudios (27393 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 03:07)
Uma Mulher Um Poema

Site do Escritor