Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0487 - Isto é porque te amo


 
Não deixas que recolham meus sonhos,
cansei de implorar amor,
andei sobre nuvens e nada percebi,
soltei minhas mãos, fechei meus olhos e caminhei...
 
Voltei meu rosto em direção ao sol,
larguei meu medo, meus problemas, meu orgulho,
entendi que amar não se aprende, ama-se e pronto,
deste modo alguém me segurou pela mão...
 
Amei como se ama uma rosa, forte como um touro,
suave como neve, quente como fogo,
coloquei o brilho da lua noutros olhos,
sorri com dentes lambuzados de outros beijos.
 
Amo-te como única árvore de uma floresta virgem,
te protejo como se esconde a lua em um eclipse,
te respeito como se fosse a última gota de antídoto,
te quero minha vida como se tua vida fosse minha.
 
12/10/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 12/10/2005
Código do texto: T58967
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116251 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:15)
Caio Lucas