Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CIÚME


SE AS FLORES CAEM NO CHÃO
DERRUBADAS PELO VENTO
NÃO PERDEM O SEU PERFUME
EXALAM COMO O CIÚME
QUE FERE MEU PENSAMENTO

BRANCAS NOITES, NOITES FRIAS
ONDE ROLO SEM CESSAR
O CORPO ARDENDO EM DESEJO
A BOCA LEMBRANDO O BEIJO
QUE O SONHO QUER REALIZAR

HOJE SOU A FLOR CAÍDA
MORRENDO DE SOLIDÃO
SEM SABER MAIS O QUE FAÇO
POIS ESTÁS EM OUTROS BRAÇOS
E EM MIM NÃO PENSAS MAIS NÃO...

E O CIÚME É UM DESVARIO
QUE ME MATA SEM PIEDADE
ME DILACERA, ENLOUQUECE
MAS O PIOR: NAO MERECES
QUE EU DE TI SINTA SAUDADES...
Arianne Evans
Enviado por Arianne Evans em 12/10/2005
Código do texto: T59056
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Arianne Evans
Curitiba - Paraná - Brasil, 66 anos
695 textos (57326 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:20)
Arianne Evans