Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema à noite fria

 Vem a brisa, do nada me toma,
 Traz com ela tua fragrância,
 Que me embriaga a alma,
 Me deixando torpe criança.

 Vem o sonho  traz-me seu rosto
 Que incita meu riso,
 Que refina meu gosto,
 Que me exalta quando és comigo.

 Vem a saudade,
 Que cutuca meu peito
 Quando dor e amor são paridade,
 Que faz arder meu desejo.

 Vem a solidão, essa não te traz
 E me perguntas se fiquei chateado,
 Pois se a verdade clamais, então terás:
 Não fiquei chateado, sim fiquei apaixonado.
Gustavo Fernandes
Enviado por Gustavo Fernandes em 12/10/2005
Código do texto: T59103
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Fernandes
Olinda - Pernambuco - Brasil, 34 anos
55 textos (2018 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:26)
Gustavo Fernandes