Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

que dor é esta?

A mais amarga solidão
É aquela que se prova acompanhado
E a tortura previa que sofrerão
Meus sentimentos que pra ti são voltados

Tua resplandecência boreal
Faz contraste eqüidistante
Com minha insignificância austral
Como marcha ao rastejante.

E lagrimas invisíveis,
Vertem com um certo destemor
De olhos insensíveis
E um peito de rancor.

Mesmo que te veja
Não estas aqui
Mesmo que estejas
Nunca te senti.

Mas é mais uma das lições
Duras expiações
Que é posto em prova
O amor em rasa cova.

Perdoa-me se assim me vou,
Perdoa-me se ao perceber,
Em ti já não mais estou,
Por fim estou em meu sofrer.

Se não escutas quando te clamo
Releva mais esse engano,
Ricocheteia a armadura do tirano
Que ecoa em teus tímpanos,
E escuta que te amo!!!

Gustavo Fernandes
Enviado por Gustavo Fernandes em 12/10/2005
Reeditado em 12/10/2005
Código do texto: T59117
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Fernandes
Olinda - Pernambuco - Brasil, 34 anos
55 textos (2018 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:24)
Gustavo Fernandes