Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao amor que fica

Eu vinha sob vinho e saudade...
Ventando estava o peito
E de carne viva era a estrada.
Quem me fitava era o decote
Dum mesmo ébrio pigarro;
Era o velho gosto não provado,
Era o desgosto borrifado
No copo que agarrei fingindo que bebia.
Lidiane Cristina (Blanchett)
Enviado por Lidiane Cristina (Blanchett) em 20/03/2017
Código do texto: T5947159
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Lidiane Cristina é a página eletrônica www.recantodasletras.com.br/autores/lidianecristina). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lidiane Cristina (Blanchett)
Açu - Rio Grande do Norte - Brasil, 27 anos
248 textos (3572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/06/17 14:29)
Lidiane Cristina (Blanchett)