Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0492 - Trilhas de prazer

 
 
Deixe que desenhe meu caminho pela sua pele,
traçarei minhas vontades, demarcarei meus territórios de prazer,
preciso do antes agora e o depois também hoje.
 
Preciso deste incêndio que toma sua carne por dentro,
cheiros e gostos misturando-se no lambuzar das bocas,
o gozo do desejo esparramado entre seus seios aguçados.
 
Tomo você não como se fosse um corpo qualquer,
bebo das loucuras que seu corpo oferece,
jogo com os desejos que, pelas trilhas, caço em seu sexo bruto.
 
Entrego-me depois do penúltimo beijo dessa noite,
sou chuva que rega seus canteiros de prazeres,
o grão perdido que faz germinar amor dentro do seu corpo.
 
Deixarei meu silêncio sobre seu corpo que agora faço amor,
saro a saudade que esperou milhares de anos por este dia,
amarei assim, pelo eterno até que seja eterno nosso universo.
 
14/10/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 14/10/2005
Código do texto: T59519
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116244 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:58)
Caio Lucas