Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amor ...



O amor...


Um dia, ouvi mal falar de ti amor.Quando na sarjeta, assisti um ser vomitando desilusão.Escorado na miséria,
 versando pavor da abantesma.Pranteando anátema febril delirava no lodaçal de Liz. Putrefando cristalina água dum chafariz. Ah amor... Delatar ti.

Tempo depois, deprecar mendigando pungida dor.Recitando Amargura de seu calvário acoimar ti amor! Ventania sanha meu peito sua aflição, em desatino a lira apossou-se de mim, e versei!Em um fétido cenário...

De um ser que não se ama, sorumbático... Dama encanto Recitou aos brados. Escarnecendo infeliz! Cala-te cólera-morbo não sabe, que dizes! Amor não existe ,se não amar no amor!

Tantos reversos avivados ,alquebrado lodo velado, no funéreo pacto.Proferi-lhe no soneto, Amor com Amor se paga. Disseminei afeto na voz declamada, arremessei ao longe sua dor. Nunca mais o vi, nem ouvi...

Deth Haak

12/10/2005
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 14/10/2005
Código do texto: T59755
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65374 leituras)
50 áudios (9723 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:18)
Deth Haak