Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTRANHO JEITO DE AMAR:


Estranho jeito de amar:

Quando foi a ultima vez.
Que você disse que ia partir,
Quando foi a ultima vez.
Que fez as malas, abristes a porta.
Fostes até a rua, e voltastes.
Jogastes a mala num canto
Jogastes-te, em meus braços.
Dissestes que me amava.
Que não sabias viver sem mim.
Pediu-me perdão, e prometeu.
Que não ia mais fazer as malas.
Que seu lugar era a meu lado
Hoje recomeças tudo outra vez.
Refaz a mala, vai a rua e volta.
Joga-se em meus braços, e diz.
Que não podes ir...
Sem um ultimo beijo meu.
Eu a, abraço aceito seu beijo.
Finjo que acredito...
Porque sou louco por esta mulher.
E pelo seu estranho, jeito de amar.



Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 19/10/2005
Código do texto: T61047
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:12)
Volnei Rijo Braga