Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0498 - Ontem esperei amor


 
Ontem esperei amor, já estava aqui,
gritei pelas horas poucas que temos,
a noite fica pequena entre meus braços,
o riso amanhece doce como primeiro beijo...
 
Ontem me lembrei das frases que dissemos,
guardei até os sons dos passos na calçada,
da névoa que voava como se nos embrulhassem
em abraços gelados de promessas apaixonadas.
 
Noite passada não era noite, não era nada,
estávamos em um céu, sem tempo, sem dias,
traçamos linhas da vida marcadas com saliva,
até que o vermelho dos lábios manchou o coração.
 
Voltei ao sol da meia-noite ou lua do meio-dia,
sujas de desejos, nas mãos tuas mãos juntas,
no corpo marcas do outro molhado de suor,
em mim amor, em ti desenhos que te trazem...
 
19/10/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 20/10/2005
Código do texto: T61352
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:12)
Caio Lucas