Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CLAVE DE SOL

lisieux
(Para Paulo Camelo e Reinaldo Luciano)

Me apóio na trave
da porta da rua,
olhar acompanha
teu vulto que some...
A sombra se estende,
beirais das calçadas,
paredes pintadas
soletram teu nome.

De longe, me acenas,
adeus sem palavras.
No ar teu perfume
insiste em ficar.
Meus olhos apenas
te seguem, sem lume,
porque sem teus olhos
só sabem chorar.

O som do bolero
percurte na mente,
em ré sustenido,
em fá, mi-bemol...
e eu fico, demente,
o peito sangrando,
o amor espremido
na clave de sol.

Beijocas, meus poetas
lis
lisieux
Enviado por lisieux em 22/10/2005
Código do texto: T62058
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:19)
lisieux