Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não Desisto De Amar

Deve ser fogo, pois que sem combustível se extingue
Ou água que vai, volta e deságua numa chuva torrencial
Talvez seja como o primeiro dia de sol após o inverno
Ou vento que beija o rosto feito brisa que sopra no litoral

Será novidade que surpreende como encanto à primeira vista
Ou taquicardia de dois corações que se reencontram na multidão
Há quem diga ser presente, passado e futuro, algo atemporal
Ou talvez nunca tenha existido já que é só uma doce ilusão

Mas eu quero falar a verdade, quero ouvir a verdade
Quero amar de verdade, quero a verdade do amor
Não sei bem o que é o amor, mas não desisto de amar
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 24/08/2007
Código do texto: T621354
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6206 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 22:29)