Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANHOSAS MANHÃS

Quando você acorda
De manhã,
Cheia de manha...
Carinhosamente vem
E me assanha,
Me atiça, me enfeitiça...
Feito gata no cio,
Me arranha!
E tece a sua teia
Feito aranha.
No colo me apanha...

Então,
Beijinhos, denguinhos, carinhos...
De mim, você ganha.
E eu te peço:
Vem, de língua, banha!
Invado a tua entranha
E você não me estranha.
Pois a nossa sede é tamanha
Que...

Em ti, destilo
Toda a minha sanha.
Mas logo depois
Você me banha.
E aí, novos beijinhos ganha.
Quando
Acordamos com manha,
Quase toda manhã...

Quem sabe
Novamente
Amanhã?
Marcos Aurélio Mendes
Enviado por Marcos Aurélio Mendes em 24/08/2007
Reeditado em 24/08/2007
Código do texto: T621387
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Aurélio Mendes
Jussara - Bahia - Brasil, 52 anos
443 textos (35729 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 09:40)
Marcos Aurélio Mendes