Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Infância serena

A cidade de minha infância é uma cidade serena
Só há automóveis nos finais de semanas, antes
E depois da missa, momento em que a donzela
Não mais submissa aceita conselho do sacerdote.

Não há trem de ferro sobre trilhos, o carro de boi
Perdeu sua vez, a terra é preparada por máquinas
E a força de trabalho humano desapareceu.

Mas nada morreu, tudo está vivo nas bibliotecas
Nas escolas, no santuário da igreja e no meu coração
Que apesar da implacável cronologia até hoje peleja.

Os homens são diferentes, são reconhecidos pelo
Que são e não pelo que fazem, não tem geólogos,
Não tem ourives, ninguém de alta ou baixa patente,
Capitães de mar-guerra, todos são soldados,
Sem o desejo de um dia chegar a ser tenente.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 26/08/2007
Código do texto: T625167
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3133 textos (81465 leituras)
2 e-livros (415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 21:10)
R J Cardoso

Site do Escritor