Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tu

Vieste como luz ao meu caminho
erguendo-me das trevas de meu medo;
e quando triste estava, tão sozinho,
na lágrima soubeste meu segredo.


E embora sempre estejas ao meu lado,
além te vejo, longe e inatingível...
Eu busco e nada encontro, desolado;
Tu te tornas etérea... és invisível.


Talvez – já não sei bem – eu te encontrasse
se não me houvesse o medo de ser triste;
se não te houvesse o medo que afastasse
e o medo deste amor que em mim existe;


Amor que às vezes – louco – não compreendo;
e às vezes me atormento – a dor é forte!
E ainda que de amor eu vá vivendo
o amor sem teu amor é quase morte!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 23/10/2005
Código do texto: T62539
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:45)
Poeteiro