Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INVENTÁRIO: RECADO*

                                               

* Tinha dezenove anos e muuuuuita petulância.  Com um namorico por um fio, coloquei no mural da escola dois poemas de Vinícius (Ausência e Soneto de Fidelidade) e um meu.  E olha o tamanho da ousadia e da confusão: o namorado sumiu. Desconfio que foi a primeira pessoa a dar crédito ao que escrevi...
Talvez a única...

                        Recado
                                                    Ou A pretensão de “completar” Vinícius


Não deixarei que “morra em mim o desejo de amar os
teus olhos que são doces”,
Mas sei que “nada te poderei dar senão a
mágoa de me veres” sumindo sempre, embora
“tua presença me seja como a luz e a vida”
Fujo de ti porque a necessidade de me encontrar é mais urgente
que o meu desejo de estar contigo.
Fujo porque meu momento é de lutar por liberdade,
porque sei que mereço um amor sem amarras, sem cobranças, sem a posse anunciada.
“E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto
e em minha voz a tua voz”, embora a mim coube a  iniciativa da partida.
Não fique triste.  “Tu irás e encostarás a tua face em outra face.”
Novas paixões nos aguardam e sempre pode
 se “dizer do amor ( que tive)
Que não seja imortal posto que é chama,
mas que seja Infinito enquanto dure.”
Foi bom e durou o quanto podia durar.
A vida continua.
EDNA LOPES
Enviado por EDNA LOPES em 28/08/2007
Reeditado em 09/03/2008
Código do texto: T626862

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edna Lopes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
EDNA LOPES
Maceió - Alagoas - Brasil, 54 anos
1387 textos (376027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 10:43)
EDNA LOPES