Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O QUE NÃO SE CALA

O sangue
Que um dia exangue
Brota
De meus poros
Jorra
Não só
Suor
Mas coisa melhor
Escorre
A poesia
Que não morre
Corre
Nas veias
Em minhas teias
E poreja
Todos os furos
Derruba muros
Me desfolha
E molha
Minha pele
De alma
E emoção
De calma
E coração
Exala
Assim
De mim
O que não se cala
Nem querendo
Nem morrendo
Nem matando
Só cantando...
Sigmar Montemor
Enviado por Sigmar Montemor em 28/08/2007
Código do texto: T627875
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sigmar Montemor
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 53 anos
1767 textos (290258 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 06:44)
Sigmar Montemor