Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Graça



Olhando bem podes ver
que a permissão para entrar é imediata
logo sorris
logo soltas essa tua inibição

Senta-te aqui junto a mim
despe-te de preconceitos
apenas possui aquilo que agora tens
esquece as limitações

Vem e olha para mim
aproveita todos os abraços bem apertados
e absorve toda a energia positiva
ganha uma nova forma de vida e de sentir

E a graça que vem do Além
a serenidade multiplicada
perante as dificuldades rotineiras
tudo o que possa abrandar a raiva do desdém

E amar-te não é uma graça do Além
um fogo intenso e violento vindo da alma
amar-te é Viver
e ser espontâneo
é vibrar com as consequências que daí advêm

E a graça da tua beleza
da simplicidade e limpidez da alma
do sorriso intenso e angelical
das nossas bocas envolvidas
numa sofreguidão louca
sem respirar
a pura excitação do pensamento

E no meio desta solidão aparente
da falta do estado de graça
amor à solta faz viver o amor
e a quem eu devo agradecer?
Manuel Marques
Enviado por Manuel Marques em 28/08/2007
Código do texto: T627878

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manuel Marques
Espanha, 45 anos
548 textos (58971 leituras)
50 áudios (13972 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 03:12)
Manuel Marques