Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Letras 0142 - Meu velho mundo



 

Vento é o corpo do amor que me abraça,

estrelas são olhos que iluminam a alma,

sexo é o sol que alimenta a paixão,

ondas são suores que escorrem a pele.

 

 

Voltei meus sonhos ao meu velho mundo,

escondi temores entre nuvens de papéis,

espalhei ramas de desejos pelas arvores de ruas,

embrulhei as dores em ontens vazios.

 

 

Recolhi meus braços de falsos abraços,

por mais carinhos abusei das loucuras,

implorei e nem percebia minha tristeza,

quando a voz silenciou a descrença apareceu.

 

 

Calem as bocas que falam de amores ruins,

não somos flores, também não somos pedras,

não consigo ser indiferente ao sentimento, amo,

mesmo quando o sol apagar e o vento fugir.

 

 

28/08/2007

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 28/08/2007
Código do texto: T628349
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
4429 textos (116906 leituras)
1 e-livros (168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:14)
Caio Lucas