Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
CHORANU

"Ninguém num sabi, mais eu sei qui a Lua senti,
a dô da genti qui a sodade faiz cantá,
pruqui ela fica a noiti intera assussegada,
nas paredi isburacada, só pra modi m'iscuitá."

(Choru du Luá - Cancioneiro Popular)


É um vivê todu marvado
essi qui mi acumpanha,
té qui eu vivu amufinada
numa sina tar, istranha,
qui neim mi pegu a cantá
i neim ficu assussegada,
pruque u meu disinganu
mi leva pelas istrada
'veiz, cumprida, isburacada,
só pra mó dí í trupicanu,
choranu inté mi daná,
sem tê arguém pra m'iscuitá.

U disinganu mi acorda
i inté num deixa drumi,
mi arrelia noiti i dia
i num cunsigu fugí.
Nilza Azzi
Enviado por Nilza Azzi em 29/08/2007
Reeditado em 29/10/2007
Código do texto: T628434

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor Nilza Azzi ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nilza Azzi
Campinas - São Paulo - Brasil
2225 textos (383491 leituras)
27 áudios (1214 audições)
4 e-livros (385 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:12)
Nilza Azzi