Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0503 - Até amor...


 
Ontem... quantos ontens eu vivi,
quantos dias voltei pelo mesmo caminho,
quantos eu não mais me reconhecia...
até chegares...
 
Quantas mulheres não eram amor,
quantas promessas eram falsas...
até a tua, a nossa,
até paixão...
 
Quanto tempo voltei ao meu passado,
quantos dias andei à tua procura,
quantos anos, séculos...
até depois...
 
Hoje te quero metade paixão,
o resto amor, puro, simples, eterno meu,
dos que ficam e fortalecem a cada chuva,
até sempre...
 
Amor que cresce a cada raio, a cada gozo,
é... amor é assim, o meu por ti...
amor que não veio e não volta ao passado,
até amor...

24/10/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 24/10/2005
Código do texto: T62863
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116242 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:06)
Caio Lucas