Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por favor, acorde sua memória

Eu me virei do avesso,
Para continuar a ser.
Você conseguiu muito de mim.
Mas minha essência só eu posso ter.

Não sou retalho.
Nem fragmentos de uma história.
Se alguém foi o espantalho,
Acorde a sua memória.

Não adianta esse olhar.
Pois já desconhece os meus caminhos.
Pode com meus olhos encontrar.
Mas irá se perder nos descaminhos.

Aquela que fui,
Morreu.
Sou uma nova mulher.
Você me reconheceu,
Pelo odor, gosto e calor que ainda quer.
Mas foi você que escolheu
Com meus lábios trêmulos,
Tive que lhe dizer Adeus.

Você disse, me lembro bem!
Não, não e não, incontáveis vezes
Custei a entender o porquê,
Mas agora as águas já não estão turvas,
No meu céu não há mais tempestade.
Estou com o frescor da primavera.
Como uma deusa vou em busca da felicidade.
Mel L Frankust
Enviado por Mel L Frankust em 29/08/2007
Reeditado em 29/08/2007
Código do texto: T629524

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mel L Frankust
Goiânia - Goiás - Brasil
749 textos (34699 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 10:16)
Mel L Frankust