Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Letras 0146 - Como antes



 

Eu te amo como antes, d’outras vidas,

hoje e em todas as nossas vidas,

como quiser e quando desejar,

ainda que cansado de sonhar realizarei.

 

 

Quero seu perfume na minha pele,

sua boca desinibida rondando

pedaços impróprios do meu corpo,

o seu, escondido em um pedaço de lençol.

 

 

Vem, te mostro mil madrugadas de amor,

a tarde de brincadeiras e surpresas doces,

o gosto espalhando por dentro da boca,

como se fossemos alimento do outro.

 

 

Vamos desligar o mundo, a lua, o sol,

parar o tempo para não desperdiçar,

estar atento ao corpo, meu no seu,

livres para cometer pequenas indecências.

 

 

Quando amanhecer te aqueço do frio,

protejo seu sono, seu corpo, seu cheiro,

deixo que continue seus sonhos, cada um,

enquanto lembrar que somos apenas amor.

 

 

Deixa sua roupa jogada pelo quarto,

quero-te intensa, como na primeira manhã,

tudo igual, um café, um bom dia, um abraço,

a transparência dos seus olhos e o beijo.

 

 

30/08/2007


Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 30/08/2007
Código do texto: T631537
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
4429 textos (116900 leituras)
1 e-livros (168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 19:03)
Caio Lucas