Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mesmo que o coração sangre

Se soubesse que meu adeus
Daria-te paz...
Fizesse-te parar de sofrer...
Juro eu te falaria
Mesmo que um enorme pedaço de mim morrera
Pois prefiro a minha dor ao ver a tua...
Quisera eu ir andando e nas minhas pernas não tropeçar
Pois a dor desse amor
Ao chão me faz cair
E quanto mais tento me levantar
Mais venho a cair
Minha tristeza é ver-te triste
Mas é só você falar meu amor...
E mesmo com a dor, me vou.
Direi-te até breve...
Não prometo deixar de pensar em ti
Não sei respirar sem em você pensar
Sua doçura chegou pra me encantar
E mesmo que me vá...
Vou sempre de ti lembrar
Não quero que me deixe...
Não quero perder meu sonho
Tudo é tão difícil, um amor tão belo, não vá...
Porque não fica, me aproxima ao teu peito...
E me faça a mulher de teus sonhos
Queria poder viver esse amor...
Até a lua ficaria encantada se nos visse
As estrelas apareceriam, só para nos encantar.
Mas se me disseres adeus...
Eu viverei não sei como suportarei.
Mas por você tentarei
Pois te amo sorrindo...
Te amo pelo que és
Porque meu amor não me diz vem?
Ao invés de adeus...
Porque não me diz vem, aqui é teu lugar, o meu coração.
Por te amar demais, qual sejas teu desejo.
Mesmo com o coração sangrando de dor
Farei-te, meu amor...

Por sonequinha 24/10/05

Sonequinha
Enviado por Sonequinha em 24/10/2005
Código do texto: T63161

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonequinha
Descalvado - São Paulo - Brasil, 49 anos
63 textos (3727 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:06)
Sonequinha