Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Introspecção poética filosófica, no simbolismo metafísico.

Autor: Daniel Fiúza
30/08/2007

O corpo sobre a pedra fria
repousando o morno tédio
sente o vento da nostalgia
um vazio imenso sem remédio.

Certo das dúvidas cruéis
glaciais risos da noite
 chicote do tempo se fez
sibila torturador acoite.
 
Penso estrelas ao relento
no ouro da grande lua cheia
Mãe do amor e do momento;
ouço o cantar da sereia.
 
Cai chuva de felicidade
belas gotas de esperança
doce luz no silêncio da vaidade
 sorriso d’uma  estrela criança.

Ouço uma prece de alento
Murmúrios vêm do mar sem fim
Embelezando aquele frio vento
na fria noite que caiu em mim.


Domfiuza
Enviado por Domfiuza em 01/09/2007
Código do texto: T634464
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Domfiuza
Santa Barbara D'Oeste - São Paulo - Brasil
1103 textos (144511 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 02:40)
Domfiuza