Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TANTO

Há tanto tempo tento
não estar tonto
que a tinta do meu verso
já desbotou.
Escrevo versos tortos,
mas cheios de algum amor,
desses de porcelana,
de cerâmica barata.

Não estar tonto
diante de tanto contentamento,
tento,
mas não é possível.
Ouço velhas canções
e elas me aconselham 
a esquecer aquela mulher,
se não quiser sofrer.

Mas não tenho medo.
Tragam a lâmina
e me deixem exangue.
James Vidal
Enviado por James Vidal em 04/09/2007
Código do texto: T637902

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (James Vidal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
James Vidal
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
101 textos (9790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 07:51)
James Vidal