Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As insensibilidades humanas 06/04/06 ás 11:36

Em, meio, as insensiblidades humanas.
Despertadas,
Por iras, fúrias, raivas, mágoas, ódios e
ressentimentos.
Vem, o amor.
Sem, mácula e na glória.
Como, guerreiro solitário.
De, sua história.
Será, preciso mudar.
A rota dos ventos.
Ou, mudar a concepção.
Doentia, de alguns humanos.
Para, esse guerreiro glorioso.
Porêm, solitário.
Chamado, amor.
Se, impor e se sobrepor.
Diante, de tantas injúrias.
Criadas, pelo o coração.
Amor,
Que, precisa ser plantado.
Em, canteiros.
Não, utilizados.
Pela, nossa insensível.
E, quase cega emoção.
Amor.
Porção, milagrosa.
Para, a cura.
De tanta incompreensão.


Daniella Dell' Ossi
DannyD
Enviado por DannyD em 04/09/2007
Código do texto: T638192
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DannyD
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 44 anos
272 textos (10156 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 06:08)
DannyD