Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
MORRER DE AMOR?


A noite é um convite ao sonho,
ao aconchego dos casais,
mas eu, no entanto,
aqui solitária, sofro de amor,
sempre em doses mortais.

Quem dera esse amor
que se quer mais amado,
me quisesse ao seu lado...
Porque se sozinha aqui
permaneço, sofro de amor,
em doses mortais.

Mas nesse dia especialmente,
o sofrimento mostrou-se inútil.

A nova aurora me revelou
o meu amado, tão doce
terno, que há primavera
florindo o inverno.
O prêmio da espera
é um bem sem igual.
Vivo de amor, sou imortal.
Nilza Azzi
Enviado por Nilza Azzi em 05/09/2007
Reeditado em 29/10/2007
Código do texto: T638987

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor Nilza Azzi ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nilza Azzi
Campinas - São Paulo - Brasil
2225 textos (387747 leituras)
27 áudios (1214 audições)
4 e-livros (385 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 01:58)
Nilza Azzi